quinta-feira, 21 de junho de 2012

Lacan com Gödel

120621 - Lacan com Gödel:

No momento, consegui levantar as ocorrências em que Lacan se refere a Gödel:
.01- S09-11 de 28fev1962.
 
.02- S13-01 de 01dez1965.
.03- S13-14 de 20abr1965.
 
.04- S16-05 de 11dez1968.
.05- A16-06 de 08jan1969
 
.06- S19-03 de 12jan1972 (É o Seminário que vai sair agora, "Ou... pior".)
.07- S19-06 de 12 jan1972? (É o "Estou falando aos muros".)
.08- S19-09 de 10mai1972 (?) É um ou outro dos citados em 06. e 07.
.09- S19-15 de 10mai1972 (?).É um ou outro dos citados em 06. e 07.
 
.10- S24-12 de 10mai1977.
 
.11- Escritos 01: "Ciência e verdade".
.12- Resenha do S14 (Problemas cruciais da psicanálise).
 
Guardem esses dados e se possível visitem as passagens.
Por que é que são importantes essas referências de Lacan a Gödel? Para não temer aceitar enunciados indecidíveis necessários para o sistema aritmeticizado que usamos seja CONSISTENTE, mas não COMPLETO.
Esse enunciado INDECIDÍVEL pode ser acolhido como AXIOMA. Ora, axioma é enunciado que acolhemos, ou por que é 1) autoevidente (quando duas coisas soia ambias iguais a uma terceira, então as três são iguais entre si), ou porque o acolhemos enquanto tal. Nesse caso, um dogma de fé pode ser considerado um axioma? O crente de fé vai dizer que não. Mas, que tipo de crente é esse?
As perguntas que Jaira e Fany fazem procedem, apesar do aparente escândalo que essas perguntas revelem. 
Pensemos no seguinte:
O Vitor goleiro do Grêmio vai chutar um pênalti contra o goleiro do Palmeiras.
Três possibilidades:
1) Vitor faz gol para o time dele, o Grêmio.
2) O goleiro do Palmeiras defende o pênalti.
3) Vitor chuta fora a bola.
O que é que sempre se sai bem sucedido nessas três possibilidades?
Dica para um matema: "O desejo como a lei de gravidade são inquebráveis, fossem quebráveis não seriam desejo ou lei de gravidade!"  
        José Luiz Caon

7 comentários:

  1. CAON!
    SE x>y e y>x, existe um z, tal que x=z=y, logo, x=y. Axioma são conjuntos de regras para se determinar um modus operandi em teoria dos conjuntos. Fé não se assemelha a modus operandi, pois ter ou não fé não é possivel de ser determinável (fé não tem nem existencia e nem unicidade). Fé não pode ser axiomatizável, já dogmas até se "assemelhariam" a teoria dos conjuntos.
    E(vitor/gol palm)= E(fazergol) + E(não fazer gol)+ E(fazer gol/errar); E - esperança matemática.
    E(fazer gol)#E(nao fazer gol) são disjuntas,
    # - diferente.
    E(fazer gol/errar) = E(nao fazer gol), logo
    E(vitor/gol palm)=1, ou E(vitor/gol palm)=0..
    F(m1,m2)=k.m(1).m(2)/d^2, depende da interação entre dois ou mais corpos, neste caso a gravidade é uma medida de interação de corpos de massas distintas, sê uma alusão a desejos, podemos expandir para n corpos, o problema é que um desejo expandido seria restritivo pelos atores, enquanto a gravidade não. "um universo sem massas (corpos) é um desejo sem corpos (seres) ". att artur

    ResponderExcluir
  2. Teste6

    post
    "Comentar como: Conta do Google",
    fazendo login.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teste7

      "Responder como: Nome/URL"
      Glauco

      Excluir